GUIA DO COMPETIDOR DE PROVAS DE PASTOREIO!!

Guia do Competidor de Provas de Pastoreio!!

Por que participar das provas?
As provas são uma excelente forma de confraternização entre os criadores, treinadores e usuários de cães. Onde ocorrem trocas de experiência em treinamento, avaliação dos cães e de seu treinamento sob as mesmas condições. Na prova você vê realmente o nível do seu cão e pode compará-lo com outros, ver cães de seu interesse, sua produção, etc. A prova é uma vitrine para seu trabalho, seja como criador ou treinador.
Como o pessoal envolvido é da mesma área, produtores rurais, funcionários e profissionais como Agrônomos, Veterinários e Zootecnistas, muitos negócios são realizados durante as provas ou através de contatos feitos nelas.

Antes de viajar.
Ao se decidir ir participar de uma prova, o competidor deve se atentar para alguns detalhes.
Verificar a data correta da prova, parece bobagem, mas enganos podem acontecer, o horário da categoria que você disputará, a sequência é Open, Ranch e depois Novatos, começando normalmente as 08 horas.
Mapa para chegar até o local de competição, normalmente é disponibilizado no site das Associações o mapa para se chegar ao local de provas, que em sua maioria ocorrem em fazendas ou local mais afastado das cidades ou de estradas importantes, devido às proporções da pista de provas e a necessidade de grande quantidade de rebanho.
O competidor deve estar ciente das normas estaduais para o transporte de cães, que variam conforme o estado e mudam com certa freqüência, normalmente acompanhados da carteirinha de vacinação e atestado de saúde do veterinário responsável são suficientes.
Separe todo material a ser usado durante esses dias, caixa de transporte, coleiras, guias, correntes, prato para água, para ração, a ração em quantidade suficiente para os dias fora e para uma eventualidade de atraso, etc. Alguns cães não consomem a quantidade de ração necessária por estar fora de seu ambiente, por isso deve-se levar algum estimulante para se misturar a ração como os enlatados próprios para cães encontrados no mercado por exemplo.
A caixa de transporte deve ser posicionada para viagem preferencialmente no sentido oposto ao da rodovia, proporcionando assim maior conforto ao cão durante a viagem, pois durante freadas ou aceleração ele se apoiará lateralmente nas bordas da caixa.
Paradas devem ser programadas durante viagens longas, a cada 2 horas seria o ideal, para fornecimento de água (leve uma garrafa com água para os cães), possibilidade de o cão fazer suas necessidades, descanso do balanço da estrada, esticar os músculos, etc. Se a viagem for muito longa oferecimento de ração também é necessário.

As paradas devem ser feitas em local seguro e cães mais novos ou com menos treino não devem ser soltos, devem permanecer com guia o tempo todo. Durante a parada o veiculo deve ser mantido na sombra, evitando aquecimento das caixas.
Chegando ao Local da Competição.

Ao chegar ao local da prova, informe-se, se não houver sinalização, de local onde se podem soltar os cães para descanso, estacionamento, etc.
O ideal é chegar com certa antecedência para descanso dos competidores, cães e condutores, ambientação, analise da pista, etc.
Os cães devem permanecer no local determinado, ou nas caixas de transporte, ou ainda acorrentado em alguma sombra. O uso de corda deve ser evitado, pois esta pode ser mordida e cortada. Isso ocasiona a desclassificação do condutor do cão, caso haja invasão da pista durante alguma prova, por parte do cão que se soltou ou estava solto.
Faça sua inscrição na prova o quanto antes para facilitar o trabalho da organização.
Caso haja, os cães devem passar pelo veterinário para inspeção e verificação de documentação.

Reunião de Condutores.
Antes do início de cada categoria, o juiz da prova chama os competidores para uma reunião. Apresenta a pista, o que será exigido. Tempo máximo do percurso e tira dúvidas dos competidores.
As dúvidas devem ser tiradas todas na reunião de condutores. Durante a prova o condutor não pode se dirigir ao juiz.
Na reunião é realizado o sorteio da ordem de entrada dos competidores.
Antes da Prova.
Durante as categorias anteriores ou competidores anteriores. O competidor deve levar seu cão para ver partes da prova. Para que seu cão entre na pista sabendo para que sentido correr, ou seja, onde está sendo colocado o rebanho.
Deve ser evitado que o cão veja o curral de manejo no final da pista. Assim como o rebanho sendo retirado para lá, pois ele pode se confundir e na corrida sair no sentido errado.
O competidor deve soltar seu cão para que ele ande, faça suas necessidades fora da pista. Oferecer água e em dias ou horários quentes molhar o cão também é uma boa opção.

Chegou a Sua Vez!
Sua entrada na pista deve ser feita sem que seu cão veja o rebanho do competidor anterior. Sendo retirado da pista, porém deve ser rápida, pois o pessoal do manejo já deverá estar posicionando o seu lote. É interessante que seu cão veja o lote chegando ao ponto. A movimentação do pessoal do manejo facilita que ele veja o rebanho.
O competidor deve entrar na pista e seguir em direção ao juiz, pois este está alinhado com a pista. Chegando ao alinhamento da pista. Vá com o cão até o poste de largada em linha reta, mostrando para ele o rebanho a frente. Com o cão ao seu lado, lado este que ele irá fazer a corrida. Isso diminuirá e muito a chance de seu cão cruzar a pista.
O poste de largada é um obstáculo, ele faz parte da pista. Posicione seu cão do lado do poste que você mandará que ele faça a corrida.
Uso de guia ou coleira normalmente só é permitido na categoria novatos, isso deve ser questionado na reunião de condutores.
O competidor não deve tocar o cão na pista, o cão deve ser posicionado apenas com comandos.
Boa prova!

Por: José d´Oliveira Couto Neto (Neto Couto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *